A Inteligência Artificial por trás do DEEP Start ®

Normalmente, pensamos em Inteligência Artificial como sendo a capacidade dos computadores de raciocinar. Talvez, a palavra “associar” seja mais adequada para explicar o poder de ferramentas como o Chat GPT e plataformas como o DEEP Start ®. 

O DEEP Start ® é uma plataforma de cálculo automático de emissões de gases de efeito estufa capaz de gerar em poucos minutos um inventário conforme a metodologia GHG Protocol a partir dos dados contábeis de uma empresa. Isso só é possível com o uso da Inteligência Artificial. 

Criado para atender a empresas que estão dando os primeiros passos na jornada ESG (leia também https://deepesg.com/blog-detalhe/por-que-pequenas-e-medias-empresas-devem-mensurar-seus-impactos-), o DEEP Start ® trabalha com os dados que já são gerados anualmente pela contabilidade das empresas para a Receita, evitando a necessidade de lançamento manual de dados ou de integração com os sistemas de gestão dessas empresas. 

O DEEP Start ® trabalha com dados não estruturados. Ou seja, informações que não seguem padrões rigorosos. Uma mesma linha de despesa ou receita pode ser lançada em um balanço de inúmeras formas. 

 

 

O que significa, por exemplo, para uma imobiliária a linha “Manut cons imóveis” em sua contabilidade? O classificador da Inteligência Artificial vai tentar automaticamente associar essas palavras a uma categoria real de despesas. “Manutenção” e “imóveis” são associações imediatas. E “cons”? Consumo? Não faz sentido. Conserto? Sim! Pronto: o que era um texto livre já está classificado em uma conta contábil comparável com todos os outros relatórios contábeis de empresas com o mesmo tipo de despesa. 

Se feito por uma pessoa, esse trabalho de depuração e classificação demandaria a análise de uma quantidade enorme de informações e tabelas. Pela inteligência artificial do DEEP Start ®, toda essa análise é feita em poucos minutos. 

O próximo passo é fazer perguntas de refino para saber o que mais deveria ser considerado. Buscamos informações sobre emissões fugitivas (resultantes, por exemplo, de vazamentos de equipamentos de refrigeração) e detalhamentos, como o tipo de combustível usado pelos veículos da empresa (a pegada de carbono pode variar muito se o combustível for etanol, gasolina, diesel ou gás natural). 

Por fim, essas informações são submetidas à estrutura central da DEEP, que tem mais de 52 mil fatores de impacto e uma base gigantesca de dados para gerar o inventário de carbono. 

Esse processo todo pode ser feito em menos de 10 minutos! Graças, é claro, à Inteligência Artificial! 

Os métodos utilizados pelo DEEP Start ® ️refletem rigorosamente no software o GHG Protocol,  o mais utilizado mundialmente pelas empresas e governos para entender, quantificar e gerenciar suas emissões.

O que a inteligência artificial faz é facilitar a estruturação de dados, e tornar o processo mais rápido, eficiente e preciso. 

As perguntas de refino mencionadas anteriormente também são geradas pelo software próprio da DEEP, com base no que cada empresa relatou nas informações solicitadas.

 

Para mais informações sobre o GHG Protocol: https://ghgprotocol.org/

 

Search

CONHEÇA NOSSA ESCOLA ESG

COMECE AGORA SUA GESTÃO ESG

FIQUE ATUALIZADO SOBRE ESG, ASSINE NOSSA NEWSLETTER

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

Outras Notícias