E se nós pudermos projetar o impacto futuro de soluções que sequer foram criadas?

 Imagine uma floresta pegando fogo, sem qualquer mecanismo de identificação de focos de incêndio, apenas uma análise posterior – semestral ou anual – dos impactos causados. Agora pense no que aconteceria caso essa mesma floresta tivesse cada uma das suas árvores monitoradas e a capacidade de identificar impactos em tempo real, de uma forma muito precisa, específica e confiável. No primeiro cenário, estaríamos limitados a fazer um inventário dos impactos, ao passo que, no outro, com monitoramento em tempo real, poderíamos agir rapidamente, minimizando o impacto negativo de todas as possíveis fontes. 

 

A DEEP foi criada justamente para que as empresas pudessem sair do primeiro cenário – de inventários distantes da realidade – e passassem a medir impactos em tempo real, identificando cada uma das suas fontes e fornecendo informações precisas e confiáveis para apoiar gestores em decisões que visassem maximizar os impactos positivos e minimizar os negativos. “Nós acreditamos que a visibilidade sobre os indicadores de sustentabilidade é essencial para mensurar a extensão do que o capital investido produz na sociedade. Nosso compromisso é ajudar a medir os impactos que importam hoje, para mudar o mundo amanhã", afirma @Paulo Miranda, Cofundador e CSO da DEEP.

 

Saindo do exemplo da floresta e indo diretamente para processos industriais e planejamento de novos produtos, o que aconteceria se fosse possível ir além da mensuração de impactos em tempo real? E se houvesse uma forma de atuar preventivamente, avaliando o impacto futuro de novas criações? Em outras palavras, se a gestão estratégica da sustentabilidade fizesse parte do desenvolvimento de novos produtos e  modelos de operação e pudesse gerar soluções inovadoras e, ao mesmo tempo, mais sustentáveis? 

 

Parceria com a Dassault Systèmes 

A DEEP acaba de fechar uma parceria estratégica com a Dassault Systèmes que certamente vai impulsionar a sustentabilidade e a inovação das empresas no Brasil. As informações geradas pela DEEP sobre os impactos das operações das empresas e de suas cadeias de suprimentos (supply chain) serão usadas para direcionar o desenho, simulação, implementação e avaliação de processos industriais, que, assim, serão preparados para atender às melhores práticas da agenda ESG. 

 

O objetivo é combinar a plataforma 3DEXPERIENCE da Dassault com as soluções da DEEP, para fornecer avaliações e respostas mais rápidas e assertivas para as empresas. A parceria também possibilitará a utilização dos fatores específicos de cadeias de suprimentos (supply chain) do cliente na modelagem dos produtos na plataforma 3DEXPERIENCE.

 

"Vemos essa parceria como um importante passo no sentido de criar mecanismos para que a gestão de impacto possa ser definitivamente incorporada pelas empresas no desenvolvimento das suas estratégias de negócio. Quanto melhor for um projeto, menor será a necessidade de correção e ajustes futuros. Com essa parceria, a Dassault e a DEEP vão contribuir de forma significativa para que os melhores projetos sejam também os mais sustentáveis", resumiu Arthur Covatti, CEO da DEEP.

 

Veja a cobertura dos veículos de comunicação ao anúncio da parceria 

Links para reportagens:

https://tiinside.com.br/28/11/2022/dassault-systemes-e-deep-anunciam-parceria-para-impulsionar-sustentabilidade-nas-industrias-do-brasil/ 

Search

CONHEÇA NOSSA ESCOLA ESG

COMECE AGORA SUA GESTÃO ESG

FIQUE ATUALIZADO SOBRE ESG, ASSINE NOSSA NEWSLETTER

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

Outras Notícias